3 de maio de 2012

MAS POXA VIDA

Quanto tempo não vinha até aqui, abandonei meu bloguinho novamente :(
MAS  ADIVINHA QUEM VOLTOU ?
a mesma louca desvairada, intelectual, obcecada por filosofia da vez!
Agora na versão RUIVA' e Formando-se Historiadora!
Logo mais falarei sobre minha facu, de certo que quase ninguém, ou melhor ninguém (acho) lê isso daqui né, mas faz parte do meu complexo de inferioridade falar comigo mesma, com certeza há outros blogueiros que sofrem desta causa. ><'
tô aqui, já é maio de 2012, tá frio, e meu mais novo namorado lindo está trabalhando enquanto eu faltei na faculdade por motivos a parte# e eu nem sou apegada a ele né não? *-* Glauco Vinícius Bandeira- na maioria das vezes VINI ou DARK - viciado em Priston e aparentemente vagal demais, mas só aparentemente, ele disse que vou andar num Camaro com ele hsauhsauhsauhs- quero só ver :x
Em fim, de luva, cachecol e digitando trabalhos cá estou eu, cadê meu chá en ?- cairia bem-
Boas e ótimas vinda a mim mesma, muitas novidades pra contar e deixo logo minha foto de cabelos de fogo tão almejados pelo Dark- elogios não faltaram <3
kisses :*

 FOTOSHOP- foi meu teste pra ver se ficaria bom.
RESULTADO- Um tanto quanto mais acerejado né, mas gostei, e vc ? (:

4 de janeiro de 2012

Para um certo alguém.

Uma vez eu tive uma aula de mocidade, que para falar a verdade eu não me lembro o nome, só que meu expositor me emocionou muito com suas palavras, e sempre que eu me vejo em alguma dificuldade lembro do que ele me disse " e se fosse Jesus, o que ele faria?" sigo essa questão, que tanto me ajuda, a compreender a bondade máxima, esse amor universal, esse amor que sinto toda vez que o abraço, toda vez que ele sorri, por isso fiz esta canção, pura inspiração vinda do coração, Para meu querido Thales, obrigada por tudo, você é mais que especial! <3
video

A arte de tocar corações

Me diga se sabe onde vai
o que será de menino sem pai
guiado pelas estrelas do céu
tanto tem a descobrir
quanto tem a seguir

Os mistérios deste imenso jardim
onde flores a regar
aguardam o amanhecer e seu calor
para em fim brotar
a semente de amor

Venham, pois és o grão do mundo
Em teu mais profundo
seu dom está
Venham, venha á nós as multidões
Assim cultivar, a arte de tocar os vossos corações

Se sabe onde ir
A luz refletir
Espalhe por aí
Há tantos caminhos a seguir...

Só hoje

Mais um dia de questionamentos ativos, frequentes. Tantas perguntas sem respostas, e eu estou decepcionada, sim ainda, comigo mesma, há dias eu não consigo deitar-me e fazer uma oração,
sentir vibrações positivas perto de mim, eu me vejo tão diferente de antes, antes desse turbilhão mutante que percorreu minha vida desde agosto até agora, sabe, sinto muita vontade de chorar, então eu choro, mas não passa, essa angústia não pára, me distraio as vezes, me esqueço dela, mas é só eu estar sozinha que ela retorna, e é tão doloroso, não poder fazer nada, não poder se expressar, até porque ninguém entenderia, ninguém entende, eu não entendo. Destino..eu acreditei tanto nessa palavra, mas o sentido dela está se perdendo durante os dias que se passam, eu já não leio meus livros favoritos, eu não tenho mais inspiração para compor coisas bonitas, meu olhar está apagado, perdido, e talvez isso não mude tão cedo, talvez não mude, nunca.
Queria tanto me sentir livre, abertamente, levemente de novo.Fechar os olhos, saber que tudo ficará bem, pois eu já não tenho tanta certeza, quanto medo, tanto medo, nunca senti.
Só hoje eu queria falar com uma pessoa, que se foi, e não voltará, eu queria olhar bem naqueles olhos e dizer a verdade não compreendida, então me diz, que  sentido faz seguirmos a razão? Foi a primeira vez que fiz isso, sempre segui meu coração, e quando resolvi mudar de trilho, tudo foi tão ligeiro, tão traumatizante, tão forte, mais forte que eu.
Eu não sei se fiz a escolha certa, eu não sei de mais nada, vou viver hoje, só hoje, e amanhã só amanhã como atravessar uma ponte velha..um passo de cada vez, com cuidado, com dedicação, se ela cair, será um acerto, pois todo problema é solução, é isso que vejo quando olho pro passado.
minha felicidade sua tristesa, minha tristesa sua felicidade, o mundo é um moinho e eu não sei dizer Adeus ás coisas boas.